quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Minha História.

Em Maio desse ano, minha filha começou a fazer xixi em locais estranhos e o pipi não tinha quase cheiro. Achei estranho e levei para o vet. O exame deu creatinina 1.8 e uréia 51, sem jejum. O veterinário resolveu começar tratamento com Ketosteril, mas inicialmente queria deixar minha filha ali internada por dois ou três dias para soroterapia. Bom dizer que ela estava comendo Recovery, porque achei- a abatida. Mas não só Recovery, era a Premier Gatos Castrados acima de 12 anos e a Mature - que ela não curtia muito, não.

Preferi o remédio, ela tinha muita idade e ele mesmo concordou. Ainda teve o homeopático lespedeza. Foram cerca de dez dias e aí repetiu-se o exame: creatinina 3.6, uréia 91. Resolvemos o soro de 24 horas. Toca furar minha filha de novo. Repete o exame dias depois: creatinina 2.2, uréia 60. E ela comendo Renal da Royal Canin de saquinho, porque a seca é um lixo o gosto. Mais tempo, outro exame: uréia 3.2, creatinina cento e tanto. Ainda estava animadinha, pulava na cama, etc.

Ela começou a emagrecer. Um fato importante é que ela também estava passando por um estresse absurdo, de saudades. Quem disse que saudade não mata, gente...

Comecei a dar a comida na boca, porque ela não queria mais comer mesmo. A anemia aumentou. Troquei de vet que disse pra deixar ela comer o que quisesse por cinco dias e vermos o que acontecia. A creatinina ficou em 3.6 e a uréia em 191. Não houve grande mudança. Fizeram mais exames de sangue: glicose normal, anemia profunda. Ultrassom na quinta passada, fígado ligeiramente aumentado, baço também, mas muito pouco. Rim normalzinho. Minha filha tinha começado a fazer um cocô muito marrom escuro, mas durinho. Eu dava 2ml de chá verde duas vezes ao dia. E comida de duas em duas horas, mas na colher, porque tinha medo dela broncoaspirar na seringa. Ela começou a meter na cabeça que o negócio era se esconder no box. Isso nunca é bom, lembro do Shaisha, filho de uma comadre. Miava de chorar pra ir pra lá. Eu ia atrás pra secar, porque ela não podia se molhar.

As pulgas eu tive que tirar na mão, porque tinha medo de dar qualquer coisa. Ela inda tomou o Capstar dela 15 dias antes de ir embora. Na sexta última eu dei um banhinho, ela ficou quietinha e gostou. Dormiu feliz.

No sábado eu estava com ela - minha vida era trabalho, casa e ainda reduzi o volume à metade - e ela dormia. Fui pro PC e deixei ela no quarto. Minutos depois, voltei e ela estava no chão, fez um ninho com a minha camisa e de outra pessoa e estava lá, estática, sem respirar, olhos abertos.

Tive uma crise nervosa e chamei minha irmã. Ela correu pro quarto e Bolinha estava viva. Ela - que é médica humana - achou que tinha sido um ataque. Resolvemos levar pra clínica. O vet achou que ela não estava nada bem. Sugeriu terapia com eritropoetina, para a anemia (acho que meio tarde demais) e doxiciclina para hemobartonela, se fosse o caso. N

Domingo á tarde eu ia buscá-la, mas o vet achou por bem deixá-la até o dia seguinte, até porque eu estava sozinha em casa - imagina se algo acontece? Ele disse que ela tinha melhorado, estava andando e deu até uns miadinhos. Não fui vê-la para não estressá-la, porque ela ficava muito ansiosa.

Na manhã desta segunda, ás 8.40, o vet me ligou dizendo que minha filha estava morrendo. Eu estava no trabalho. Liguei pro pai dela, mas ele estava dormindo e não atendeu. O vet ligou pro fixo, mas as pessoas da casa não o chamaram e ainda foram grosseiras com o médico. Deixaram para chamar ás dez, quando ela já tinha ido embora e eu já estava quase na porta da clínica para pegar o corpo.

Minha filha está enterrada na casa de uma amiga querida. A dor é enorme e a impressão que algo foi feito errado é muito grande. Por isso começamos esse blog. Para outros pais terem a chance que nós não tivemos: ver nossos filhos vivos e bem.

8 comentários:

Danielle disse...

Anabela, sei bem como vc se sente, minha filhota partiu dia 24/08. Ela tinha FELV e desenvolveu um tumor no mediastino e insuficiencia respiratória.
Posso me considerar uma boa mãe, afinal de contas ela viveu 6 anos, quando a média de um FELV é de 3, mas a dor da perda é imensa!

Ms. Anabela disse...

Danielle, vc não podia mandar pra gente a sua história? Pq vc conseguiu uma grande sobrevida!
Escreve! maesdefelinos@hotmail.com
Bjos

Bob do Mundo Cãoporativo disse...

Pessoal, fiz essa homenagem aos felinos...na minha opinião o gato é um animal que representa o sinônimo de amor e carinho:

http://www.youtube.com/watch?v=nSVdoZczQAQ

Espero que gostem!

Erika Mattes Bittencourt disse...

Puxa Anabela, eu sinto muito pela sua filha, sofri a cada linha, porque já senti seu desespero...
Ai gata.
A Minha mais velha se foi a um ano e dois meses... mas continua aqui.. viva em meu coração.
=') Parabens pelo Blog, está lindo! e Com certeza vai ajudar outras maes!
Um bjo

Ms. Anabela disse...

Oi, Érika!
Estamos esperando seu relato!
Beijos

Andrea Raffai- Mamãe da Mel, do Fred e do Jack disse...

Meninas, obrigado poir nos apoiarem.
Mande-nos seus relatos contando as histórias dos seus bebês que com certeza ajudaria muita gente.

Obrigada Beijos

Baleia disse...

Anabela, agora que li sua história, sou a mãezinha da Estrelinha, estou chorando até agora, quase não consigo escrever, no dia 19 de agosto de 2008 perdi a minha adorada, amada Beiba, a minha primeira filhinha felina, o amor da minha vida, a razão de meu viver,ela viveu comigo, 15 anos 6 meses e 12 dias e me fez uma pessoa feliz, agora quase 2 anos depois, estou com minha filhinha Estrelinha, que ainda não tem 3 aninhos com essa terrivel doença, mas eu não desisto dela, faço de tudo, vou tentar de tudo.
Anabela sei o que você sofreu amiga, ja passei por isso, e estou de novo na luta.
Todo meu carinho a você amiga que tudo fez pela sua filhinha e esta fazendo para ajudar nós mães que também estamos passando por isso.

Daniela Torgo disse...

Anabela, muito triste o que aconteceu, eu tenho 7 gatos que trato e amo da mesma maneira que amo meus 2 filhos humanos, rezo todos os dias para que Deus os proteja porque acho que eu teria forças para perder nenhum deles, cada vez que leio posts como o teu me apavoro fico panico porque isto pode acontecer com qualqqquer uma por mais que se cuide muito realmente há que se rezar muito;
bjs