quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Como assim, Baunilha?

Pois é. Escuto isso direto. Mães e pais reclamam comigo de adaptacoes difíceis, de fusses intermináveis. Não me lembro aonde, mas uma vez eu li sobre passar baunilha na galera. Olhei pro Wood fazendo um escândalo porque o João existia e resolvi tentar, não antes sem perguntar pra vet se matava ou deixava seqüela. Era só passar no pescoço, etc. e era seguro. A essência de perfume não deu certo. Acabei com o vidro e o resultado que tive foi um moleque mimado brigando com um acuado e dois fedendo a pudim. 

Nao é a minha favorita, mas também resolve...
Foi aí que resolvi partir pra ignorância: fui no mercadinho do condomínio, comprei a baunilha comestível (três vidrinhos que é pra não ter erro), peguei uma por uma das crianças felinas e tucha-lhe baunilha!

O primeiro efeito foi o "que raio é isso?":  Pêta Maria paralisada, com cara de bunda, me olhando. Fuzzy Maria, que levou uns segundos pra entender que algo havia mudado, lambia o pêlo, fazia careta e me olhava "mãe, você me paga!"  Nino dormindo estava, dormindo ficou. Woodstock José e João se aproximaram um do outro.

o

Parecia reclame de cigarro roliúdi. Um olhou pro outro, João já preparado pra correr. Mas não correu, começou a farejar o ar. Wood idem. Foram se farejando, confusos. Wood parou e lambeu a pata, que devia estar grudando de tanta baunilha. João lambeu Wood. E eu antevi o Armagedom felino chegando. 


Wood ia armar o fuss, mas o cheiro de pudim o deixava doido. Parecia pensar: - "Eu cheiro a pudim, tenho gosto de pudim, devo ser um pudim. Ele também tem cheiro de pudim.... deixa ver se é pudim mesmo isso aí!"   E deu uma lambida giga na cara do João! Fez uma caretinha, olhou de novo... - "E não é que isso aí também tem gosto de pudim? Coitado, deve ser pudim que nem eu!"

Virou as costas e saiu andando. Joao continuou perplexo, achando que gato - pudim existe.

Depois desse dia, continuei dando a dica pras maes e pais. Quem levou a sério, como a V., conta como foi:


Bom... depois de perguntar no Facebook sobre o q poderia fazer para melhorar a adaptação do meu novo gatinho (macho) com minha gata (1 ano e 3 meses)  recebo uma resposta.. coloca baunilha neles que confunde o cheiro.. dito e feito, comprei na padaria e coloquei nos gatos, e pronto, não rolou aquele fssssss de um para o outro.... tenho certeza que a aproximação deles só foi possível depois de usar a baunilha nos dois.... super recomendo!


Mais alguma mãe pra contar um final feliz ou infeliz? Eu passei a usar sempre, e nunca mais tive problemas com adaptacao. Compro sempre a mesma marca (do frasquinho de plástico branco) e passo na poupança, na carinha, no queixo e nas patinhas. Já pensei até numa frase de efeito:

BAUNILHA. RESOLVENDO CONFLITOS FAMILIARES DESDE 2006. 

40 comentários:

Francini - Polish me pink! disse...

Gente, ri demais com esse post!
Fiquei só imaginando a cena dos dois se achando Gato Pudim!

Eu nunca tinha ouvido falar dessa dica não, achei o máximo!
Quando a Bianca chegou em casa foi uma guerra de duas semanas, na próxima vez já sei o que tentar!

Sabia desse negócio de cheiro, uma vez li sobre esfregar uma toalha no novo gato com o cheiro da casa, ou com o cheiro do gato anfitrião, pra ele não estranhar tanto o gato novo..
Mas Baunilha? Essa foi a melhor de todas ;)

Fran disse...

oi!
eu já tinha ouvido falar na tal da baunilha pra esse fim. tenho seis gatos, divididos em dois grupos, um grupo de quatro e outro de dois. isso me dá muuuuuuuuuito trabalho e sempre o grupo maior acaba tento mais regalias pois eles moram no meu apartamento e os outros dois moram em um apartamento vago na frente do meu, que eu já telei e equipei para eles. vou lá trezentas vezes por dia, mas não é a mesma coisa do que morar todo mundo no mesmo ap..... isso seria um sonho! já tentei colocá-los juntos mas sempre, quase acontece um massacre nesse encontros. daí ouvi falar da baunilha e testei uma vez...... e não adiantou nada! quase se mataram do mesmo jeito. mas agora, lendo seu comentário vi onde errei: eu só coloquei algumas gotas no cangote deles, como se fosse frontline. mas agora vou programar um fim de semana e transformar os seis cats em seis pudins para ver se enfim consigo reunir toda a família (até pq os dois que moram no outro ap moram de favor, a dona do ap autorizou só um lar temporário - que já dura dois anos e meio.... - tenho que tirar eles de lá). valeu a dica da 'quantidade' eheheh. bjo!

Anna disse...

Francine,com Wood José, só a baunilha salva...XD

Fran, a comestivel é segura porque dá pra galera lamber sem erro, nao contem alcool, etc. Mas faz um teste alérgico antes. Eu sou cismadérrima com tudo. Mas se nao der pipoquinhas, sem coceira, tucha mesmo, pelos do bumbum, queixo e patinhas principalmente, que é onde tem as glândulas de cheiro. :)

Leti Abreu disse...

super adorei a dica!!! Eu, mãe e titia de gatinhos. 5 filhos felinos, 1 filho canino e 22 sobrinhos felinos que acolhi das ruas e cuido para encaminhar para adoção (conheça o trabalho no nosso blog gatosdoparque.blogspot.com) Aqui, como são muitos eles não tem muito problema de adaptação, mas é uma dica muito importante para repassar para os adotantes que muitas vezes já tem outro gato.
Abraço e rons

Leti Abreu disse...

aliás, linkei seu blog lá no nosso!

Anna disse...

Pôxa, obrigada, pelos elogios, pelo link, por tudo.

Nem me fala de abrigados. Tou numa situacao péssima por conta disso.

Beijos!

Eveline disse...

vou tentar facil... semana q vem chega a integrante nova da minha gangue das gatinhas.. vamos ver no que dá e conto aqui!!

Carol Hepe disse...

Que delícia este blog! Amei!
Nesta semana está chegando uma nova integrante (filhotinho) aqui em casa... Estávamos com medo da nossa outra gata (adulta) estranhá-la e querer "mostrar quem manda" ou "quem chegou primeiro". Vou correndo no mercadinho comprar a tal baunilha!!! Depois conto como foi. Beijocas.

SAMARA disse...

Chorei de rir!!!! Muito bom seu texto!! kkkkkkk

disse...

Gente isso ta salvando a relação familiar aqui em casa...
Eu to a um bom tempo passando pelo martirio da não adaptação dos bichanos...começou assim eu tenho hj 3 gatolinos e um de passagem9sempre tem um de passagem aqui em casa), a Lica é a mais véia 10 anos, depois veio a Pantufa uma tigrinha pra lá de mal humorada e ciúmenta q chegou depois e qr por ordem na casa, depois dela chegou o Budy, um negrinho q foi abandonado no nosso portão com 5 dias de vida, o advernto da chegada dele deixou Pantufa de pelos em pé, e levou bm uns tr~es meses p q ela aceitasse a presença do nego peto... depois disso duas menininhas já passaram lá por casa...graças as duas ja estao adotadas e felizes, mas vcs n tem noção do escandalo q foi com cada uma a Pantufa vira uma jaguatirica feroz. na semana passada ainda estavamos com uma passante por lá qndo li no blog sobre a baunilha... na msm hora gritei "manheeeee tem baunilia em casa?' logo a mãe pensou q eu ia pra cozinha fazer doce, disse q tinha, saquei a baunilha e sai passando na gataiada...ficou todo mundo se cheirando lhando p mim com cara de qm ia fazer vingança, e no final do dia, tava toda a mulekada brincando junto no patio... agora qndo começa os fussssss eu corro e paço baunilha em todo mundo...ficam tudo zem... ahhhh nossa vida mudou hehehhe

Anna Paula Vendramin Ferreira disse...

Alguém sabe se a adaptação com baunilha funciona entre cães e gatos?

Anna disse...

Rê, baunilha faz feliz! XD

Eveline e Carol, tou esperando!

Samara, abencoados os que fazem rir e os que tem senso de humor! :D

Rê, valeu compartilhar a experiencia...galera pudim é galera amiga!

Anna Paula, nao sei...mas vale experimentar!

Carol Silveira disse...

Ana, vc só fez isso uma vez? Depois ficou tudo bem entre eles?? Meu Sadam é super mau humorado e sempre que aparecem novos bebes ele fica doido, quer mata-los com requintes de crueldades... Vou seguir seu blog ! Beijoss

Anna disse...

Carol, tudo bom?

Não, às vezes fica um mês nessa de pudim - foi o máximo que já ouvi falar. Não de passar todo dia, mas de dois em dois dias (tipo, passa na segunda e depois só na quinta), o cheiro vai entranhando e a moçada sossegando.

Bjos!

Carol Hepe disse...

Então... A Nina chegou em casa no dia 21 de abril, bem bebê, prestes a completar 2 meses de vida ainda. Já tínhamos a Gatinha, a veterana, com 5 anos já.
A dona da mãe da Nina me indicou o blog e a ideia da baunilha, pensei "Bora tentar! Não custa!!!". Assim que trouxemos a Nina, separamos as duas, meu marido tascou-lhe baunilha na Gatinha e eu na Nina. E "soltamos as feras" pra ver no que ia dar... O fato é que realmente imaginei dois pudins na minha frente... rsrsr
Mas, a Nina, ainda bebê, naquele dia, viajou, saiu de perto da mãe, tava assustada (enfim, foi muita emoção pra um dia só) ela via a Gatinha e logo armava o fuss... pra claro, impor respeito.. rsrs. A Gatinha nem ligou pra ela, na verdade tava mais é curiosa...
Nos outros dias a Gatinha ficou meio estressada com a Nina, era mto pulo e brincadeira pra lá e pra cá.. de vez em quando rolava uns tapinhas pra mostrar que "o mais velho deve ser respeitado", mas nada que machucasse uma ou a outra. Neste tempo que ela tá em casa, rolou váários fuss, mas o fato é que elas têm o mesmo cheiro e da semana retrasada pra cá essa casa vive uma harmonia familiar incrível! Comem juntas, bebem, dorme, brincam, brigam, fazem arte... Uma belezura.
A baunilha funcionou sim, se não funcionou por inteiro, amenizou a convivência.. rsrs :D
A Nina ainda é um pudinzinho (cheira baunilha! Quase colocamos o nome dela de Baunilha rsrsrs)e a Gatinha já tratou de se limpar e não tem mais o cheiro...
Valeu meninas!

Carol Hepe disse...

Pois bem, a Nina chegou no dia 21 de abril... Imaginem: ela foi separada da mãe e dos irmãos, tirada do ambiente que havia vivido seus 2 meses de vida, foi colocada em um lugar quadrado com um paninho e uma janelinha e andou por 40 minutos em um negócio barulhento e com outras duas pessoas estranhas... tenso, né? Foi com esta bagagem que minha pequena chegou... tava bem assustadinha, tadinha.
A Gatinha (a veterana) tem 5 anos, é medrosa e desconfiada... reinava em seu espaço, ração só pra ela, sofá só pra ela, carinho só pra ela... e chega uma outra coisinha que ela nem sabia o que era? o que era aquilo?
Bom, antes de realizarmos "o grande encontro", tratamos de tascar a tal baunilha nas feras... meu marido em uma e eu na outra... E soltamos!
A Nina assustada e a Gatinha curiosa. Nina armou o fuss e a Gatinha só cheirava... rsrsr Dois pudins mesmo.. rsrs Minha casa ficou empesteada com aquele cheiro! Rsrs.
Só passamos mais uma vez depois do grande encontro. No outro dia a Nina tava super adaptada com a nova casa, já corria pra todo canto e brincava com qualquer coisa que se mexia. A Gatinha dorme o dia todo, vive meditando... claro que foi um caos pra ela ter um cisquinho que corre pra lá e pra cá o tempo inteiro e atrapalha seu momento zen... de vez em quando rolava uns tapinhas pra mostrar quem é que manda... Mas hj elas são as maiores amigas, dormem juntas, comem, brincam, brigam, dormem e dormem e dormem (No caso da Gatinha.. rsrs).
A baunilha amenizou bastante o "cara a cara", nunca teve graandes brigas e a Nina não tem medo da irmã mais velha. :D Até hoje a Nina é um pudinzinho (o cheiro não sai!!! :D)... Quaase colocamos o nome dela de Nina Baunilha... rsrs :D
Valeu meninas! Adoro o Blog!
Beijocas!

Anna disse...

Carol, teu comentário foi tão gostoso que publiquei os dois, mesmo que sejam com a mesma história...ficou muito legal!

Baunilha até agora tem provado ser um bom resolvedor de contendas. Acho que vou levar pro fórum e esfregar nas pessoas...ahahahahahaha!!

BEIJOS

Carol Hepe disse...

Desculpem meninas, achei que não havia sido enviado o comentário e acabei reescrevendo a experiência, enfim, que bom que foi gostoso de ler.. rsrs :D Inspirado no blog!!! :D Beijão.

Leonardo Costa disse...

Olá. Morar com minha namorada significou me tornar pai de duas gatas. O convívio é sempre tenso, oscilações de humor são constantes e, na minha opinião, transtorno bipolar se trata com tarja preta, mas minha namorada (mãe das gatinhas) acha um exagero. Assim, queria saber se a dica da baunilha funciona em gatos que Já convivem, pois no nosso caso não é a chegada de uma nova gatinha. O convívio Já existe há um bom tempo.
Obrigado.

Anna disse...

Oi Leo!

Primeiro, entrou gente nova na casa: você. Isso estressa mesmo. Se te alivia, com o tempo a coisa melhora. Seja um bom pai que já ajuda.


Mas tem aí a baunilha, que ajuda sim mesmo a rapaziada que já se conhece. E vou te dar mais uma idéia: passa baunilha nas tuas mãos e pés quando vc chegar à casa, assim como se fosse perfume. As felinas provavelmente estão assim porque entrou um novo ser no ambiente delas, e pra piorar...um ser que ainda por cima abraça e beija a mãe delas!! Imagina a audácia... ;-)

Tenta e vem aqui contar?

Abraço!!

Mayra Guerra disse...

Genteeeee, amei esse blog!!!
Tenho 3 gatos... Um macho de 7 meses.. uma femea vira latinha siamesa que adotei de 3 meses e agora (ontem) ganhei um do meu noivo um machinho de 45 dias de nascido..
A vira latinha de 3 meses e o de 7 meses se dão super bemmmm... pois chegaram no mesmo dia aqui em casa. Os dois dormem juntos, brincam juntos... se amam!
Só que quando chegou o neném de 45 dias, a minha gatinha vira-lata pirou!!!! Ela ta estressada.. passa o dia gritando, miando e reclamando... e quando vê o bebêzinho ela fica querendo arranhar ele.. quer morder.. e começam os FUSS intermináveis! E eu já não sei mais o que fazer! Eu sei que gato marca território... mas não imaginei que ela sendo tão pequena (3 meses) já fosse agir dessa forma!
Já o macho de 7 meses eh super tranquilo e se deu super bem com o bebê!

Eu já li diversos textos dizendo que é apenas questao de paciencia... que eles acabam se acostumando...

Mas será????

Por enquanto eles só ficam juntos quando estou supervisionando...

E agora... já estou correndo para o supermercado para comprar adivinha o que????? BAUNILHAAAAAAAAA!!!!

Torçam por mim!!!! ;)

Luana disse...

Eu tentei o truque da baunilha! E olha, ajudou, viu?

Hoje, depois de 10 dias, eles ja se amam e eu parei de usar...

conto aqui.. com fotos dos meus bebes!

http://murphymeama.blogspot.be/2012/06/so-as-maes-sao-felizes.html

Pink Mix disse...

nossa muito legal essa dica, vou tentar com meus 2. o nonni tem 7meses e ganhou uma irmazinha e ta morrendo de ciumes.Sera que isso é pra vida toda, o lance da baunilha/ obrigada.

Pink Mix disse...

Tentei e não deu certo, comprei essencia de baunilha,e a Lilica ficou foi mais "gostosa" pro Nonni pq ele morde ela pra valer. :(

A. disse...

Pink, vc passou nos dois, nas patinhas, perto da poupanca, no queixo?

Tem que ser nos dois, senao ele estranha o cheiro mais ainda.

Bjos

Simone disse...

Oiii, essa baunilha comestível é líquida ou o açúcar mesmo? eu já tentei com a essência e não deu resultado... tive um gatão resgatado felv positivo que viveu um ano comigo, soltei tudo junto (os meus foram vacinados contra felv antes, tudo planejado) e um dos meus outros dois nunca aceitou, brigavam o tempo todo, implicavam, se perseguiam... agora o gatão faleceu e estou com dois novatos (de 3 e 5 anos) separados ainda, pra adaptação devagar.
Só tenho dúvida que baunilha é essa, caso eu tenha mais problemas queria usar heheheh vou ter que me segurar pra não lamber eles tbm hahahha amo baunilha =)
Obrigada!!! bjos

A. disse...

É a líquida. Vc tem que passar nos dois, no mesmo dia, nas patinhas, perto do bumbum, no queixo e na cabeca.

Tem que persistir uns 5 dias nisso.

beijos

Lucia disse...

Adotei um gatinho quando ele tinha 2 meses,o Romeu. Atualmente ele tem 4 meses e adotei uma gatinha de 2 meses, a Nina. Eles estão brigando demais!!! Fico com medo do Romeu machucar a Nina, ela é tão pequeninha... Tem 5 dias que ela chegou, colocamos em quartos separados e continua. Passei um pouco de essência de baunilha e não deu resultado. Hoje resolvi passar mais, como você indicou. Será que não faz mal? Pode parecer bobagem, mas fiquei com medo dos gatinhos terem intoxicação.
O sonho de toda mãe de felino...Quero ver os dois brincando e dormindo juntos!!!

Beijos.


Cristalzinho Dourado disse...

To pedindo socorro, dia 27/12/2012 meu marido achou na rua, com um sol escaldante, uma cx com tres gatinhos, recem nascidos e semi mortos, pedimos ajuda nos sites de gatos da internet e conseguimos cuidar deles. Temos uma gata, a Nina, ela tem 8 anos e 4 meses, nunca teve contato com outros gatos. separamos os filhotes e cuidamos deles, procurando dar mais amor e atenção a Nina, pois ela percebeu. Enfim, ficaram lindos, um menino e duas meninas, minha filha que adora gatos, pegou um casal no sábado agora, ficamos com uma. Aí começa meu drama, estou tentando socializar ela com a Nina, já tentei a baunilha e tá muito difícil, cada vez Nina fica mais enfurecida. Meu marido vai voltar ao trabalho na sábado, ficarei só com as duas, tenho problemas de saúde bem sérios, não posso ter tensões.Não queria doar a gatinha bebê, mas não estou vendo saída. Por favor, me ajudem!!!!!

A. disse...

Cristal, vc passou a baunilha no bumbum, queixo, nariz, etc? E é trabalho pra uma semana, pelo menos.

De repente doar a neném vai ser melhor, se nao der pra vc esperar assim. Oito anos vivendo sozinha é complicado mesmo pra aceitar outra pessoa.

Vc tb pode tentar dar um petisco pra tua mais velha, toda vez que ela ver a neném. É reforco positivo, ela vai associar a neném à coisas boas. Pode ser petisco, mais carinho, um brinquedo.

Beijos

Aline disse...

Funciona entre cães e gatos? Ou será que pode piorar? Tenho 2 gatinhos e 1 cachorrinho. Adoro o blog. ;) beijos

A. disse...

Oi Aline! Dá uma olhada no depoimento das outras maes. Uma me escreveu dizendo que funcionou com o Lhasa dela.

Beijos

A. disse...

E valeu pelo elogio..heheheheh

Flavia disse...

Oi , eu tenho um gato e uma gata , eles cresceram juntos , e eram super grudados , sempre juntos , mais o macho rasgou a tela de proteção e fugiu.
Graças a Deus eu encontrei ele depois de 50 dias sumido , só que agora a fêmea não chega perto dele , fica toda acuada e rosna toda vez que ouve ele miar , os dois são castrados desde pequenos.
Será que nesse caso a Baunilha funciona ? Eu estou muito chateado porque eles sempre foram tão grudados e aqui em casa era uma alegria só.
Obrigado

A. disse...

Oi Flávia!

Tenta a Baunilha, nao esquece: perto do bumbum, no queixo, etc. Passar nos dois e tem que fazer isso mais de semana.

Mas olha...leva ele no vet. Pode ser que ele tenha pego alguma coisa e ela esteja acuada porque percebeu algo diferente.

Sobre as telas, aqui em casa apelei: coloquei tipo de galinheiro. :P

Beijos

Tânia Reis disse...

MAs tem que passar npos gatos antes do contato visual.

A. disse...

Tânia, aqui foi bem depois do contato visual, mas pode ser que ajude mais ainda.

Bjos

Gabriela Moura disse...

Tem uns dois meses que adotei a Lola, ela tinha outros 3 irmaos. Essa semana a moça que estava com ela e com os irmãos veio me falar que tinha um gatinho macho que ninguém tinha adotado ainda, e que ela precisava urgente de alguém pra adotar... nesse meio tempo achei um gatinho que eu tava alimentando e ia colocar pra dentro de casa, só estava esperando a adaptação(dele com um gato de 1 ano e meio macho q eu tenho) achei ele morto na garagem do prédio do lado e fiquei péssima! Então meu pai decidiu que a gente ficaria com o irmão da Lola. Pegamos ele domingo agora achando que ela ia adorar ele e puff.... ela nao aceita ele de jeito nenhum!! O mais velho já aceitou, o meu cachorro já aceitou... já ela que tem 3 meses como ele, faz o ffffffssss pra ele e fica rosnando quando vê! :/ já dei banho nos dois com a mesma água, já coloquei cada um do lado da porta pra se cheirar... mas ainda nao fiz isso da baunilha, com certeza irei tentar! Você tem mais alguma dica? beijos!!

Esther Paiva disse...

Boa noite! Estou com esse problema de convivência em casa. Tem 3 gatos: A Luna de 9 anos ( brava, rabugenta e agressiva), a Suzie de 2 anos ( um doce de gatinha, mas que não para de "riscar fósforo" e brigar com o Crows) e o Crows de 1 ano ( o gato mais mais mais meio e fofo do mundo). Vou tentar essa técnica, mas pfv qual marca você usou de baunilha?!

Esther Paiva disse...

Testei a baunilha hoje... não deu certo =(!
Tô triste, já não sei mais o que fazer pra eles ficarem bem um com o outro...