segunda-feira, 16 de novembro de 2009

PIF

Quantas já não ouviram: "- Ih, se é PIF, é PAF!". Muitas e muitos de nós já tiveram que se deparar com a sentença de morte, com o coronavírus que pode não só levar um, mas todos os nossos filhos de uma só vez - sem contar a piada realmente insensível.

Porém, há esperança. A filha felina de um casal amigo foi tratada pela equipe da Dra. Justen e teve uma sobrevida confortável de mais de ano. Mas todos nós sabemos que um ano com nossos filhos não nos basta. Queremos a cura, queremos décadas. Mas qual o problema com as pesquisas com PIF?

Simples: não há interesse nem das faculdades brasileiras, nem da maioria dos vets. Uma pesquisadora escocesa, Dra. Diane Addie (clique aqui para saber mais ) desenvolve o assunto há anos e vem conseguindo sucessos. No seu site há informações, banco de dados para vets, tudo que possam imaginar. Também há uma página de doações e de depoimentos de pais. Hà outros links interessantes. Pra quem não sabe inglês, vale usar o tradutor ou pedir uma forcinha a alguém - eu estou já me oferecendo de antemão.

Não podemos abrir mão da luta e não só por nós. Aceitar que não tem cura e ponto é cruel, temos que que lutar para que haja, para que tenha conforto. Como eu e Andrea, que perdemos os nossos para vets ruins e doenças mal trabalhadas, e hoje lutamos para que outras mães , pais, filhos não sofram.

Toquem o barco, vamos tirar os outros da água. Não é porque o salva vidas do seu filho não veio a tempo que você vai deixar que os filhos dos outros se afoguem.

Toquem o barco!

9 comentários:

Lili disse...

Meu gatinho está com insuficência renal crônica. As visitas ao veterinário tornaram-se impossíveis. Ele terminantemente rejeita. A última foi um circo dos horrores, mesmo sob sedativos. Não sei o que faço, meu amorzinho tem 12 anos e é um tigrinho valente, veio da rua e sempre lutou pela vida. Não é à toa que se chama Fênix.Mas agora, não quer saber de remédios e veterinários.A dúvida me consome, deixo-o quietinho, mimando o máximo que posso, ou o submeto ao trauma? Ele já está magrinho, hoje comeu peixe, a ração nem chega perto, devem ser aftas... a ranitidina vomita...Se já nem sei o que fazer em relação ao tratamento, como será, se eu tiver que decidir sobre sua vida?
Por favor, quem puder, me ajude....

Ms. Anabela disse...

Oi Lili. Desculpa a demora.
Olha...primeiro: seu vet é mesmo especialista em felinos? O meu não era e isso custou a vida da minha mais velha.

A ração, deve ser afta mesmo. Aui no blog tem coisas sobre o problema do seu filho, não deixe de ler. Acho que vc pode tentar premiar a visita ao veterinário, seja com um petisco, o ar ligado, algo assim. O vet já entrou com fluidoterapia e eritropoetina - levanta bem mesmo!

Hemodiálise, não sei se funciona. Parece que não,primeiro pq doadores são difíceis de arrumar, segundo pq é crônica, vai ter isso sempre. Transplante, sim, mas tem pouca gente gabaritada e doadores, quase nenhum.

Beijos e dê notícias.

Lu disse...

Olá mães.
Vocês poderiam me auxiliar sobre a Pif.
Tenho uma bebê de apenas 4 meses e foi dagnostiada com Pif, apresenta todos os sintomas da doênça, já corri vários sites e agora encontrei o de vocês, existe algum tratamento?
Obrigada

Anna disse...

Lu, vc tá no Rio?

A Justen deu uma sobrevida boa pra filha de um casal amigo. O problema é que essa médica é uma cavalgadura, assim me disseram.

Especifica teu local, etc!

Bjos

Anônimo disse...

Olá mães.
Perdi minha bebê, uma persa exótico de Pif, com 4 meses de idade, isso foi agora dia 20/04.
Tenho outra gata com 1 ano que conviveu com esta bebê o tempo todo, ainda não sabemos se ela contraiu o vírus.
O mesmo gatil que adquiri este bebê, me doou agora outra bebê. Ainda não peguei ela, a filhote está com 3 meses e só vou buscá-la com 5 meses.
Alguém poderia me dizer se corro algum risco desta nova filhote vir a desenvolver o vírus também?
Existe algum perigo da minha mais velha ter pego e passar o vírus para esta filhote?
Por favor se alguém já passou por isso ou possa me orientar agradeço de coração.
A Vet que cuidou da minha bebê com Pif é totalmente contra eu pegar outra filhote, mas eu amo bebezinhos e não sei se a minha mais velha acostumaria com outra mais velha também.
Por favor me ajudem.

Lucinéia disse...

Olá mães.
Perdi minha bebê, uma persa exótico de Pif, com 4 meses de idade, isso foi agora dia 20/04.
Tenho outra gata com 1 ano que conviveu com esta bebê o tempo todo, ainda não sabemos se ela contraiu o vírus.
O mesmo gatil que adquiri este bebê, me doou agora outra bebê. Ainda não peguei ela, a filhote está com 3 meses e só vou buscá-la com 5 meses.
Alguém poderia me dizer se corro algum risco desta nova filhote vir a desenvolver o vírus também?
Existe algum perigo da minha mais velha ter pego e passar o vírus para esta filhote?
Por favor se alguém já passou por isso ou possa me orientar agradeço de coração.
A Vet que cuidou da minha bebê com Pif é totalmente contra eu pegar outra filhote, mas eu amo bebezinhos e não sei se a minha mais velha acostumaria com outra mais velha também.
Por favor me ajudem.

Blog da Turma da Amizade disse...

Meu gatinho de 5 meses está internado com suspeita de PIF... O veterinário já me disse que o prognóstico é muito ruim. Estou muito triste...:(

Nanci disse...

Meu gatinho de 5 meses está internado com suspeita de PIF. O veterinário me disse que se a suspeita se confirmar, o prognóstico é muito ruim... Estou triste d+...:(

Maes de Felinos disse...

Nanci, nem tanto. Dá uma olhada no post mais recente, sobr eo LCTI. Tem sido usado em felinos com PIF, com resultados.

E PIF, pra constatar COM CERTEZA, só depois do seu pequeno ter partido. Procura uma outra opiniao, duas é sempre bom...e sempre de um especialista.

beijos e um abraco apertado, sempre com esperanca!