domingo, 24 de outubro de 2010

Uma Lição....

Se você:

*é namorado (a)
*é marido / mulher
*é pretendente
*encosto
*zica
*amante

de mãe de felino, JAMAIS fale mal dos filhos dela, ou de como ela cria/adota/educa os filhos... a menos que você queira ganhar a rua e sem ela derramar uma lágrima sequer.

Este é mais um conselho 0800 do MdF, sempre trazendo a seus leitores e leitoras uma nova e relevante informação. :)

13 comentários:

gatolandia.com.br disse...

É a mais pura verdade!!

A Paraíso disse...

E não ouse contestar que são os gatinhos mais lindos do mundo e arredores! E nada de chamar gordos, são gatinhos bem alimentados! E pior, eles não gostam de ninguem mais do que da própria mãe!!!

(Desculpem a ignorância, mas o que é zica?!).

Lady Skull disse...

concordo 100%!!

Ms. Anabela disse...

Meninas, já provei aqui que isso é verdade e agora provei a segunda vez.

Zica = uma doença perebenta, tipo daquelas que não saram nunca. :-P
Não tem homem que é assim na nossa vida?

Dona Mila disse...

Meu namorado "não gostava de gatos". Primeira vez aqui em casa, o gato mais arisco se enroscou nele. Virou pai. Agora adora gatos. :)

chiesa78 disse...

Meu gato fez vacina anual da Virbac na clínica, pela terceira vez. Teve reação alérgica, vomitou 9 vezes, a vacina ficou uma bola gigante na pata, o gato quase arrancou as orelhas e as almofadinhas das patas de tanto coçar, inchou o rosto todo... levei no vet de tarde, depois as 22h de um sábado, eu estava desesperada. Na hora da consulta noturna, o namorado diz que EU sou neurótica e exagerada, que o gato estava bem, só resmungando de ter que ir comigo aquela hora num vet (que é aqui na esquina). Eu nem quis discutir, só disse que meu filho NÃO estava bem. Ele foi medicado de novo, depois de uma hora ou mais, o pobrezinho se acalmou e dormiu exausto. Só consegui dormir pq ele estava melhor. No outro dia o vet me acorda as 8 da manhã pra saber como meu filho tinha passado a noite. Desinchou, ainda bem. O vet estava mega preocupado. Quando passou o susto e fui acertar com ele, comentei do namorado resmungão, e o vet confirmou: se eu não tivesse levado meu filho naquela hora da noite, poderia ter morrido de madrugada. Eu estava certa, conheço meus dois filhos. O namorado adora eles, mas pra ele gato é gato, não é filho. Se um dia inventar de complicar, não vou hesitar em dizer que meus filhos chegaram antes!!!

A Paraíso disse...

Ahhhhhhhhhh! Já aprendi mais qualquer coisa aqui! Parece-me uma boa expressão para uso futuro (hihihihi).

Ms. Anabela disse...

Mila, teu namorado é um cara de sorte! :D

Chiesa, vc arrumou uma fã! :D Procura aqui no blog uma conversa de chat com um tal de Null. É ilustrativo. ;-)

Paraíso, uso futuro, presente, passado, seus tempos perfeitos, imperfeitos e subjuntivos... LOL

Mary Lis Appel Concli disse...

Tbm não dá pra aturar pessoas que questionam o fato de não querermos ter filhos humanos, e criticam a forma e intensidade de nossa dedicação aos felinos, argh, gente nojenta...

Anônimo disse...

ahahahaha....
É isso mesmo!
Filho peludo vem em primeiro lugar, junto com filho de carne ( para quem tem).
E o resto....marido, sogra, parentes, sao apenas conhecidos e ai deles se quiserem interferir....
:)
Petunia e Chouchou

Ms. Anabela disse...

Mary, com esses eu engrosso. Teve uma que eu não aguentei, falei: - Pois é, olha como são as coisas...sabendo que eu não ia poder criar um filho humano direito, crio meus filhos felinos e com atenção, estímulo intelectual, boa saúde física e mental. Vc pariu aí seu humano pra deixar jogado, só vê vc altas horas da noite pra vc poder pagar seu cabeleireiro e roupitchas, né? Que melda, hein?
¬¬
Perdoô não.

Petunia&Chouchou - a gente não perdoa mesmo!!!

amogatos disse...

Que bom saber q existe gente como eu...pena q no meu circulo de amizade e trabalho nao tenho ninguem com essas ideias...me sinto peixe fora dágua...rs

A. disse...

Somos muitas, amogatos...muuiiitas.
;)

beijos