segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Som e Fúria, Significando Nada.

Foi o nada. Começou à noite e de manhã pra muita gente não tinha mais nada.
Não tinha mais praça.
Não tinha mais morro.
Não tinha mais mãe, pai, filho, irmão.

Passaram os dias e fomos nos organizando.
Vizinhos, amigos, estranhos.
Começou de manhã.

Passou quase a semana toda.
Não temos luz.
Não temos telefone.
Não sabemos de muita gente.

Começou naquela madrugada.

Eu quero é saber quando é que vamos poder, de verdade,
Recomeçar.

Amor sempre, sempre em frente,  RJ 142

4 comentários:

ReCriando disse...

Olá. Estamos com uma grande corrente no facebook com divulgações e arrecadações. Passe no meu perfil, se puder. Seus filhos estão bem?
Beijos, Renata

http://www.facebook.com/profile.php?id=100000516810228

Anônimo disse...

ah qnta dor...não sei o q lhe falar apenas saiba q oro por ti, pelos seus e por todos humanos e não humanos q sofrem tamanha dor.
muita Paz e muita Luz pra iluminar esse caminho.
Abraços
Andréa

Ms. Anabela disse...

Oi Rê. Olha, eu vim pro Rio no Domingo, as crianças ficaram com o caseiro pq não tinha como trazer as dez. Hoje tinha voltado telefone, agora parou de novo, estou ficando louca. Amanhã eu volto, naõ tem condição eu ficar aqui sem saber de nada.

Andréa, muito obrigada.

ReCriando disse...

Dê notícias, tá? E precisando de qq coisa, fala!!!! Por favor.
Beijos!