terça-feira, 27 de setembro de 2011

Cistite Felina

Segundo alguns sites de medicina veterinária, a maioria dos felinos não têm cistite por causa de bactérias. Portanto, outros elementos podem levar à essa condição, como diabetes, pedras na bexiga e infecção no trato urinário. Uma pancada na bexiga pode também causar o problema.

Os sintomas são vários. Por exemplo, eles urinarão mais que o costumeiro, vão fazer força na hora do xixi, mas volume mesmo que é bom, nada. O problema pode levar à cristais na uretra, o que pode causar obstrução. Esta complicação seria mais comum em gatos machos, já que a uretra deles é mais estreita. Uma obstrução é EXTREMAMENTE PERIGOSA, E PODE LEVAR À MORTE EM ALGUNS DIAS SE NÃO TRATADA!

Uma vez que tenha sido feito o diagnóstico, seu filho felino terá que aumentar on consumo de água e diminuir o consumo de minerais e proteínas da sua dieta. Afastar todo estresse possível do seu bebeco também é preciso. Pode ser que o vet receite antibióticos e anti-inflamatórios, que serão ministrados por cerca de seis semanas, para diminuir o inchaço. Se já houverem cristais ou pedras na bexiga, uma mudança na dieta (ração especial) pode resolver o problema. Se a coisa complicar, será necessária cirurgia.

A cistite felina costuma ser recorrente (dar de novo). Portanto, olho vivo na dieta do filhote e na quantidade de água que ele bebe! Muita água à disposição, sempre fresquinha e pelo menos uma latinha de comida úmida por semana - a ração seca não resolve muito o problema da galera em relação à hidratação. Mantenha a vidinha dele o mais dentro da rotina possível, não o estresse além do necessário. Sejam felizes, se não por vocês, por eles!

9 comentários:

ૐ Adriana Sanches ૐ disse...

Legal!
Adorei a matéria!

Gatos da minha vida: Lola, Lilica, Smigol e Preta disse...

Muuuito boa materia! Água limpa sempre!!! Estar atentos tb, sempre!!!;-)
Bjinhaaus
Wayne

Fran disse...

Oi! Eu tenho quatro meninos e me preocupo muito com esta questão da parte urinária. Além de mãe de cats sou estudante de medicina veterinária e na clínica vejo muuuuuuuuuuuuitos casos de problemas urinários em gatos, principalmente machos (vejo até muitos filhotes de quatro/cinco meses com problemas). Então lá em casa faço assim: troquei os bebedouros de plástico para bebedouros de pedra, daqueles pesados usados para cachorro.... a água fica mais fresca pelo ctto com a pedra.... e tem que ser um bebedouro de tamanho grande, que caiba pelo menos dois litros de água. Percebi que isso estimulou bastante os meus bebês a tomarem água. Dou também, todos os dias, um terço de pacote de wiskas sachet para cada gato e aumento o molho com uma porção razoável de água. Quanto limpo a caixinha de areia deles percebo pela quantidade e tamanho dos "xixis" que as coisas vão bem..... mas fico mega de olho porque tenho seis bebês e se um deles não estiver no ritmo não tenho como saber só pela observação da caixa de areia. Importantíssimo: trocar a água todos os dias, se possível duas vezes ao dia e lavar o pote de água uma vez por semana, com esponja e detergente, enxaguando beeeeeeeeem no final e secando no final com o secador de cabelo.

Ronrons a todos!
Fran

deiacrismelo disse...

Ola. Em agosto do ano passado meu filhote parou de usar a caixinha, levei no vet e ele falou que era uma infecao urinaria e passou antibiotico, so que 3 dias depois ele foi fazer xixi, e na hora gemeu, saiu da caixinha se lambendo, na hora vi que tinha algo errado com ele.Entrei em panico,ele tremia de dor,nao gosto nem de lembrar. Corri pro vet e ela disse que ele teve bloqueio do canal, ele teve que fazer tipo uma lavagem pros cristais voltarem pra bexiga, ele ficou internado por 2 dias e meio, e ate hoje come racao especial prescrita pela vet, ele tinha so 1 ano e meio quando aconteceu. Agora ele teve outra infeccao, mas descobrimos no inicio. Eu achei que comendo essa racao ele estaria livre de ter isso de novo. Por garantia vou fazer exames de urina frequentemente nele, assim qualquer problema pegamos no inicio.

Anna disse...

Meninas, vou organizar essas dicas num post!
Obrigada!!!

Origami e Arte disse...

Meu gatinho vira e mexe tinha dessas crises e aí só o antibiótico resolvia. Há cerca de um ano passei a dar para ele pelo menos duas vezes por mês chá de uma planta chamada quebra pedra - faço um chá bem fraquinho e coloco no potinho de água para ele tomar o dia inteiro. A veterinária aprovou e meu gatinho não teve mais problemas.

Anna disse...

Mas ói, Origami, que idéia ótima!!!
Estou terminando um artigo sobre verme do coracao e vou comecar o sobre cistite.

elizete disse...

eu tenho 7 bichanos,2 persas e 5felinos recolhidos da rua,e amo eles igualmente,e tambem cuido como filhos.o que as vezes gera incompreensao em casa,mais idai.so quem ama gatos sabe como ê.

Unknown disse...

Olá, resgatei um gato há uns 10 meses, não sie a idade dele mas deve ter mais de 3 anos, e logo no primeiro mês notei que ele tinha problemas urinários, foi identificado cistite. Fizemos tratamento durante 2 meses com injeções de antibióticos, mas assim que acabava o efeito do medicamento as crises urinárias voltavam. Partimos então para a cirurgia de retirada do pênis (vale salientar que cadastramos o gato assim que o resgatamos), mas o problema não foi resolvido, meu gatinho continua tendo crises em média de duas em duas semana, ele passa uns 2 a 3 dias só fazendo aqueles pinguinhos de xixi e agora o xixi está saindo com sangue, e vez em quando vejo que ele consegue expeli um muco que sai como se fosse uma bolsa de sangue, pequenino, mas sai.
Desde de que fizemos a cirurgia mudamos a ração dele, revesamos entre a ração pra gatos cadastrados Golden da Premier e a ração da Royal Canin Urinary. Gostaria de saber se existe algum outro tratamento já não sei mais o que fazer, meu gatinho está sofrendo muito. Há os veterinários dizem que é problema crônico, e Mimoso tem o rim crescido, não sei se isto contribui. Até que ele bebe bastante água, acho que vou dar mais ração molhada pra ele, pra estimular ainda mais. Por favor, se alguém tiver caso parecido e o problema estive controlado ou resolvido, por favor, compartilhe o que foi feito. Já não sei mais o que fazer.