sábado, 12 de maio de 2012

Verme do Coração em Felinos.

Sim. Aquele verme do coração que a gente achava que só dava em cachorros, também ataca gatos. O alerta foi dado por um veterinário que eu conheço e resolvi procurar mais informação. Infelizmente, tinha pouca coisa em português que desse pra confiar de verdade, então fui pra outros cantos.  O que consegui apurar, traduzi, juntei e mostro agora pra vocês. 

A doença do verme do coração é causada por um parasita  que se hospeda em um mosquito, pode afetar muitas espécies mamíferas e aparece no mundo todo. O agente, Dirofilaria immits, infecta principalmente cães, mas infestações em gatos têm sido reportadas nos últimos dez anos. A doença do verme do coração em gatos é de dificil detecção, então é possível que não conste nas estatísticas com mais freqüência por dificuldade de diagonstico.Gatos têm a chance de ter a doença do verme do coração, mas nos cães ela é muito comum. O diagnóstico é mais difícil em felinos, e há pouca informação a respeito de paliativos e curas em gatos infectados. A prevenção, entretanto, funciona muito bem! 

Um estudo com 400 gatos residentes  em abrigos em vários estados dos EUA afirma que poucos veterinários fazem o teste para o verme e outros tantos desconsideram a prevenção, por acreditarem que seja uma doença pouco comum em felinos. Só que a prevalência do verme em gatos, em relação a cães, é de 5 a 10% , isso em qualquer área. A doença, em felinos, varia de infecções sem sintomas  até sinais respiratórios crônicos, às vezes acompanhado por vômito constante ou morte súbita sem sinais anteriores. 

O diagnóstico pode ser difícil: tem que ser feita uma combinação de sorologia para o antígeno da doença, radiografia torácica e ecocardiografia. Como o tratamento para matar vermes adultos pode ser perigoso e a doença em gatos resolve-se por si, os gatos infectados são tratados com suporte (corticóides, broncodilatadores e anti eméticos). Remoção cirúrgica de flilárias (vermes) usando extratores pode ser considerada em casos agudos, onde tratamento curativo imediato é necessário, porém se o verme se partir pode dar choque anafilático e seu felino morrer. A maioria dos felinos responde bem ao tratamento inicial, sem remoção do verme e ficam bons. 

Sabe-se que os mosquitos são atraídos por diferentes espécies de mamíferos, então um grupo de pesquisadores coletou mosquitos de um gatil e da casa ao lado do gatil, numa área de Niterói que possui muitos casos de verme do coração - em caninos. Foram 14 meses de coleta para identificação do tipo de sangue que esses mosquitos se alimentavam.  A espécie Culex foi o mais encontrado com sangue felino, seguidos pelas espécies do Aedes, que ainda que capturadas em menor número, também se alimentam de sangue de gatos. A espécie Culex é um vetor primário (transmissor mais comum)  para felinos, mas esse estudo aponta que o Aedes tem uma importância na transmissão maior do que se imaginava. Ou seja, manter a área livre de mosquitos é fundamental para a saúde dos nossos fofuchos. Nada de água empoçada, nada de dar moleza pra mosquito! Ô, dona moça! Guarda esse aerossol de inseticida! Muitos são tóxicos pros felinos e aí a emenda fica pior que o soneto! Olho na composição! 

Depois de tudo que eu li - e foi uma montoeira de trabalhos, como dá pra ver nos links  -  o que pude concluir é que o produto Advantage (imidacloprida e moxidectina), se aplicado em FELINOS,  faria bem o trabalho de prevenção do verme. Outro ponto a favor  é que é um produto tópico (de passar na pele)  e portanto de fácil aplicação.  Um dos estudos que eu li afirma que os felinos com acesso à rua tem muito mais chances de ter o verme, e machos mais do que fêmeas. Outra boa razão para a criação indoor, não acham? 

Outro estudo, esse bem grande, a respeito do uso do Advantage na prevenção do verme do coração e também de pulgas e vermes do intestino (nematóides), foi feito por cientistas da Bayer - sim, o Advantage é da Bayer, mas o uso da imidacloprida e da moxidectina é consenso positivo entre os veterinários.  Neste estudo da Bayer, foram 16 laboratórios, com a participação de 420 gatos adultos e filhotes. A conclusão que eles chegaram é que a imidacloprida sozinha não atua contra o verme do coração ou contra os nematóides. Também perceberam que a moxidectina não agiu contra infestações de Ctenocephalides felis (pulga felina)   já adultas, daí a combinação das duas. 

Eu sei que o Advantage é um produto deles, que eles desenvolveram, mas vamos combinar que não faz sentido você fazer um estudo clínico forçando a barra pra mostrar que teu produto é bom,  para em dois tempos uma porção de mãe  provar que ele é uma porcaria - e espalhar isso pra metade do mundo -  e você ficar de cara no chão, ainda mais empresa grande. É jogar dinheiro fora e a Bayer não tá rasgando dinheiro. Segundo eles e segundo outros estudos, a fórmula contendo a imidacloprida e a moxidectina, foi cem por cento eficaz contra o desenvolvimento da infeccao com D. immits adultas, mesmo após 30 dias de inoculação com larvas bem grandinhas, já no terceiro estágio. Um único tratamento com a dose comercializada  também permitiu entre 88 e 100% do controle de C. Felis (as pulgas) por 35 dias. O mesmo composto foi eficaz contra Toxocara cati (um verme comum em felinos) adultas e quase 100% eficaz em casos de larvas  no quarto estágio ou iniciais de T. Cati.  Também agiu com quase cem por cento de eficiência em ancylostoma adultos (também um verme) ou suas larvas no terceiro estágio. 

A aplicação mensal desse composto ( o Advantage, não composto dos vermes)  é  eficaz e segura para a prevenção da doença do coração, pulgas e infestação por vermes intestinais.Um outro estudo também afirma ser seguro a aplicação desta solução em adultos com infestação severa do verme do coração, o D. immitis  Por exemplo, em outro estudo, feito de Março a Maio de 2006, foram examinados 212 gatos de uma área muito endêmica para verme do coração canino, no Norte da Itália.  Dez gatos foram diagnosticados como positivos para o verme, mas apenas 4 tiveram os vermes visualizados através do ecocardiograma. 132 gatos foram tratados preventivamente contra a DVC com imacloprida/moxidectina por seis meses, com doses mensais. A doença não apareceu nos que estavam saudáveis e os 10 que estavam positivos tiveram a remissão da doença. Ou seja, ficaram bons. 

A síndrome da morte repentina em felinos portadores da doença do verme do coração é reconhecida pela comunidade veterinária, mas como isso acontece permanece um mistério. Especula-se que há uma aguda reação anafilática, talvez causada pela morte do parasita, como mencionei no início do post. Outro estudo comenta sobre a evidência cardiográfica de gatos com murmúrio cardíaco, os quais mesmo sendo aparentemente saudáveis, podem ter o verme ou o murmúrio ser uma seqüela dele.

A doença do coração em felinos é muito diferente daquela em cães (novamente, temos aqui a prova que o GATO NÃO É UM CÃO PEQUENO, como muitos veterinários tratam ). Em gatos, a chegada e morte de vermes imaturos nas artérias pulmonares pode causar tosse e falta de ar em cerca de 3 meses após a infecção. Porém, aproximadamente 80% dos felinos acometidos pela doença curam-se sozinhos, mas neste mesmo estudo, afirma-se que a sobrevida média de gatos sintomáticos é de 1.5 anos ou 4 anos.

Migrações aberrantes do verme em felinos são mais freqüentes que em cães, e morte súbita pode ocorrer sem sintomas prévios. Há um endosimbionte, um outro invasor (Wolbachia, uma bactéria que ataca mosquitos) que contribuiu para a inflamação patológica da doença, mas seu papel não é claro. Este estudo também afirma a dificuldade do tratamento e da cura, e que a prevenção seria o melhor caminho.

Nâo preciso repetir, mas só pra garantir: 
* a prevenção, através do uso da combinação da imidacloprida e da moxidectina resolve o problema.  
* a cura PODE acontecer com o uso do mesmo produto, mas não é garantida. 
* manter o ambiente livre de mosquitos é fundamental.  
* manter seu felino indoor também. 
* um especialista em felinos pode fazer toda a diferença.


2 comentários:

Cacau Jafet disse...

Olá amiga!
Feliz dia das mães!!!!!!!
Eu sou mãe de felinos>
bjosss

Anna disse...

Oi garota!!! Beijos pra vc e feliz dia das mães pra lá de atrasado!!!