domingo, 27 de setembro de 2009

Mais sobre Transfusão!

GRUPOS SANGUÍNEOS FELINOS - tirado de uma comunidade do Orkut. Conferi a informação e ela bate direitinho.

Os gatos possuem 3 grupos sanguíneos: A, B e AB (muito raro). Não existe um doador universal, pois diferente do cão, os gatos possuem "anticorpos naturais", sendo assim, há probabilidade de ocorrência de reação transfucional hemolítica em uma primeira transfusão sanguínea.

Segundo os estudos de tipagem sanguínea em felinos, os grupos sanguíneos estão relacionados com a raça, além de serem variáveis nas regiões do mundo. No Brasil, não há estudos sobre a prevalência dos tipos sanguíneos na população felina.

Em geral, segundo estudos no exterior, a maior parte dos gatos domésticos de pêlo curto possuem sangue tipo A, 90% dos gatos da raça Siamês são do tipo A, 20% dos persa são do tipo B. British Shorthair, Cornish Rex e Devon Rex têm uma incidência do tipo sanguíneo B muito alta, acima de 50%. Outras raças em que ocorre o sangue B são: Abssínio, Himalaio, Japanese Bobtail, Persa, Sphinx.

Sendo assim, na impossibilidade de tipagem sanguínea, evitar a transfusão entre raças distintas e SEMPRE realizar o teste de compatibilidade. A ocorrência do grupo sanguíneo AB é muito rara, segundo a literatura mundial.

A reação é fatal do tipo aguda em transfusões de doadores do tipo A ou AB para receptores do tipo B com febre, icterícia e destruição das hemácias transfundidas em 24 horas. Entretanto, pacientes do tipo sanguíneo A recebendo tipo B ou AB, apresentam uma reação hemolítica tardia podendo ocorrer reação hemolítica aguda devido a presença de anticorpos "anti-A" no plasma do doador de tipo sanguíneo B.

Se uma gata com grupo sanguíneo B der à luz a um filhote com grupo sanguíneo A ou AB, o filhote poderá sofrer severas reações. Os gatos com sangue B têm fortes reações imunológicas ao sangue do tipo A e AB. Esses anticorpos são passados através do leite da mãe gata.

Essa reação imunológica é chamada Eritrólise, porque ocorre destruição das hemácias do filhote, por anticorpos contra eles, passados pela mãe através do leite.

O sangue A é dominante sobre o B e AB.

2 comentários:

annadalsanto disse...

Maravilhoso encontrar esse blog. Desejo que muitas mães de felinos leiam as informações valiosas que estão aqui.
Parabéns Ana, Andréa e colaboradoras. Logo que possivel virei deixar o meu depoimento.

Abraços e ronrons

Andrea Raffai- Mamãe da Mel, do Fred e do Jack disse...

Obrigada Anna.
Aguardamos seu depoimento, com certeza ajudará muitas mães e pais.

Beijo