terça-feira, 22 de setembro de 2009

Tudo o que você sempre quis saber sobre toxoplasmose

Pessoal, a Andrea pesquisou e eu tou publicando! Nunca é demais repetir: se você está grávida, não precisa abandonar seu filho felino. É só manter a higiene de sempre: assumimos que você lave as mãos após limpar a caixa e que você não coma....er...titica. Literalmente!

Vamos ao artigo!

A toxoplasmose é uma doença causada por um protozoário, um microorganismo chamado Toxoplasma Gondii, que pode infectar o homem e diversas espécies animais, como cães, gatos, aves, porcos, carneiros e bovinos.

A forma mais comum de contrair a doença é pela ingestão de água e alimentos contaminados, através da ingestão de carne crua ou mal passada, por exemplo. É um grande risco tanto para o homem como para os animais domésticos carnívoros, como os cães e os gatos. Por isso, não alimente seu amigão com crua ou pouco cozida. Dê preferência à ração.

Erroneamente, costuma-se atribuir aos gatos a culpa pela transmissão da toxoplasmose ao homem. No entanto, sabe-se que é bem pouco provável que os animais domésticos sejam os culpados, na maioria das vezes.

No caso do gato, o animal pode ter a doença desde o seu nascimento (assim como o homem), mas, ao contrário de outras espécies, não irá manifestar sinais clínicos. Ele só irá transmitir a doença caso tenha uma queda de resistência. Nesse caso, irá eliminar o protozoários pelas fezes, oocistos ('ovos') que demoram de 1 a 5 dias no ambiente para serem infectantes, ou seja, poderem infectar outros indivíduos. Assim, acariciar o gato e conviver com ele, mantendo o mínimo de cuidados como lavar as mãos após limpar a caixa de areia e não dormir com o animal na cama são medidas suficientes para evitar a transmissão. Não há relatos de transmissão pela lambedura ou arranhadura do gato, o toxoplasma é eliminado pelas fezes.

Não é todo o gato que tem a toxoplasmose, muito pelo contrário. Assim, não é preciso olhar desconfiado para o seu bichano.

No caso de mulheres grávidas, não é necessário se desfazer do animal da casa, temendo a doença. Basta tomar os cuidados descritos acima, mas o maior cuidado deve ser com a ingestão de alimentos e água. A doença em mulheres gestante realmente é preocupante, pois a toxoplasmose quando contraída no primeiro trimestre da gestação, pode causar problemas ao feto.

Os pombos, até pouco tempo eram incriminados pela transmissão da toxoplasmose pelas fezes. Porém, estudos mais recentes mostram que apenas a ingestão da carne crua ou mal passada de pombos é que pode transmitir a doença. A inalação de poeira com fezes secas de pombos contaminados podem transmitir criptococose, histoplasmose e ornitose para o homem. A salmonelose também pode ser transmitida pelas fezes desses animais.

Assim, é muito fácil termos contato com o parasita causador da toxoplasmose: consumo de água, frutas e legumes contaminados, alimentos mal cozidos, principalmente carne. Mesmo com a grande exposição à doença, apenas uma minoria desenvolve a toxoplasmose.

A pessoa ou animal contaminado pelo Toxoplasma, à exceção dos gatos, que raramente têm sintomas, apresenta febre, gânglios aumentados, sinais diversos, como órgãos aumentados e sinais neurológicos, como transtorno visual. Mas como explicado, a maioria das pessoas não desenvolve a doença, criando anticorpos contra ela.

A Toxoplasmose se pode ser tratada, se descoberta a tempo. É preciso desmistificar a culpa do gato na transmissão da doença e olharmos as outras formas de transmissão, muito mais comuns e importantes.


AUTORIA: Silvia C. Parisi
médica veterinária - (CRMV SP 5532)
em www.vidadecao.com.br

3 comentários:

Karla e Armando disse...

Excelente postagem.
Será de grande utilidade para mim.
PS: Vou esfregar isso na cara de muitos.
Karla.

Milene disse...

Há duas semanas foi apresentado um trabalho na minha turma da faculdade sobre toxoplasmose. E ficamos surpresos, pois em um dos artigos estudados, eles pesquisaram um bairro, onde 60% da população tinha tido toxoplasmose, porém sem sintomas, já que o corpo reagiu! Achei super interessante!

Acho que o risco maior é com crianças que tem mania de colocar tudo (eeeca!) na boca. É bom também lavar bem os vegetais, já que nossos queridos adoram uma terrinha, rsrsrs

bjo!

keiun disse...

A forma mais comum de pegar toxoplasmose é pela ingestão de carne crua ou malpassada (boi, carneiro, porco...). ALém disso, pela ingestão de verduras contaminadas (por isso, nunca usar em verduras que serão consumidas cruas os mesmos utensílios domésticos - ex. faca, tábua, prato que usou na carne).

Mais ou menos de um quarto a metade do rebanho brasileiro está contaminado...

O gato está envolvido principalmente na infecção desses animais de criação, principalmente nas fazendas de criação extensiva.
Eu tenho 7 gatos, sou vet de gatos e negativa para toxoplasmose – obs. grávida do segundo filho