terça-feira, 7 de junho de 2011

Caçando Meleca!




É sério. Aqui nos meus pais agora há um agregado felino: o gato do prédio, de seus 10 anos, que tem um tremendo problema respiratório. Disseram ser rinotraqueíte, mas fora o chiado, ele não tem mais sintoma nenhum. Enfim. Acontece que ele gamou em mim - e eu nele - e toda vez que estou nos meus pais, ele se aboleta na minha cama pra dormir, sobe no meu colo, quer ver o que eu tou lendo, comendo, falando com quem, hein? Até puxar conversa com Stefan ele já tentou.

Bom, o amor foi recíproco e ele virou meu parceirão. Só que a chiadeira dele,por conta do inverno, deu uma piorada doida, além do fato do meu irmão ter aquela mentalidade de "gato tem que andar livre"..., e aí lá se vai Tico Pêto se rebolar na terra úmida, na garagem e afins, me fazendo ficar mestre na modalidade convencimento de gato a subir comigo (pelo elevador, que ele tem preguiça de subir pelas escadas). Aí já viram como fica o samba: uma dessas noites, ele deu uma roncada que me lembrou um indiano que conheço, me acordou com o barulho e tudo. Mas isso não seria nada, perto do ectoplasma.

Sim. Porque não venham me dizer que aquela geleca pendurada na narina de Tico Pêto era um catarro porque NÃO ERA! Tava mais pro fantasma de Ghostbusters, com direito à cor igual! Vi aquilo pendurado, dei um salto da cadeira e aí foi livro de Penal prum lado, auxiliar doméstica pro outro e eu na direção do felino, que travou nas quatro rodas e foi tentar me dar o drible da vaca, com meleca de enfeite e tudo!

Amiga frequentadora desta pracinha, quando a mãe decide que VAI PEGAR o filho, ela VAI PEGAR o filho e é ponto final. Me estiquei muito Gianluigi Buffon e catei a bola de pêlo preto, eu já com pedaço de papel na mão e limpando aquela nojeira toda. Tico ficou quieto e aí percebi que ele estava bem pior, respirava mal e chiava mais que eu com crise respiratória. Fiquei sem saber o que fazer, todos meus amigos vets ocupados e a coisa era urgente. 

Limpei como se exorcisasse o bichano e também peguei meu remédio de nariz. Como me borro de medo de remédio, usei uma gota só nas duas narinas. Depois parti um Targifor em oito, dissolvi um pedacinho numa colher de chá de água e dei. Lógico, ele teve direito à colo ininterrupto enquanto eu via filme ou estudava, muito cafuné, enquanto dormia enrolado nas minhas pernas. Resultado que ele agora está melhor e amanhã já dá pra levar ao vet numa boa.

Mas vou combinar com vocês: foi NOJENTO.  Noves fora que estou písica e confiro o nariz do pobre de 5 em 5 minutos. Ele deve estar torcendo pra eu pegar no sono e dormir...Aliás, onde ele se enfiou?? Vou lá olhar se tá escorrendo e já volto...

4 comentários:

ReCriando disse...

Olá!
Preto, meu filho mais velho, tem rinotraqueíte desde o útero da mãe, eu acho... Tinha crises terríveis com direito a convulsão, quando filhote. Comecei a dar vacina tríplice todo o ano, desde a primeira dose, oficial de bebês e ele já não tem as mesmas crises. No máximo espirra e fica com os olhos um pouco irritados. Limpo-os com soro e, para o nariz melequento, dou fluimucil e ele melhora. Ele fará 13 anos em julho. Lindo, feliz e saudável!
Beijos e saúde para o Tico!

Repositório disse...

Saúde pro Tico!!!

Anônimo disse...

Meu Theodoro, estava gripadinho, mas ja esta melhor, como ele é muito dengoso, sempre estava enrolado nas minhas pernas, quando espirrava era meleca pra todo lado..kkkk

Anônimo disse...

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaddddddddddddddddddddddooooooooooooooooooooooooorrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrreeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee