sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Crianças, Alergias e seu Filho Felino!

Muitos médicos - que não entendem porcaria nenhma de zoonoses - aconselham as mães a se desfazerem dos seus gatos, como se cães também não tivessem pêlos. Afirmam ser perigoso para a gravidez, embora eu não conheça mãe alguma que coma cocô de gato. Enfim, pode ser que haja, vai saber! Pra cereja do bolo, na primeira espirrada que a criança dá, vaticinam que é alergia e que a criança tem que ficar longe do animal - do gato, não do médico.

Não tem bobagem maior. Já é consenso entre os médicos que a criança que vive numa bolha e não é exposta a nada crescerá sem anticorpos para aquilo, incluindo as alergias. Eu mesma passei por isso:aos nove anos, o médico disse que eu era alérgica aos pêlos dos meus bichos de pelúcia e mamãe os ensacava. Como assim dormir com um plástico? Um dia tirei tudo e dormi com a cara enfiada. Os primeiros dias foram horríveis, mas eu persisti. Achava o fim ter esse tipo de limitação. Resultado: a alergia desistiu de mim e eu e meus pelúcios vivemos felizes até hoje.

Para quem quer ler mais, clique aqui

6 comentários:

Flávia disse...

Adorei o seu post. Coincidentemente estamos falando sobre alergias no Fmiau desta semana. Depois passa lá no nosso blog para ouvir! Beijos

Ms. Anabela disse...

Tou indo lá!!
Beijos e volte sempre!!
:-D

Denise disse...

Nossa, uma amiga minha tem um filho, e é cheia de 'não me toque' com o guri. Um horror! Ela nem vem aqui em casa por causa dos meus 3 gatos (e eu dou graças a Deus, pq o guri digamos ... não é lá uma das crianças mais comportadas hehe). Eu cresci no meio de gato, cachorro, passarinho, brinquei na areia, andei descalça.. E tô aqui firme e forte, raramente fico doente. Criança tem que brincar, se sujar, agarrar os bichinhos e ser feliz!

Ms. Anabela disse...

Eu tenho um sobrinho que tem rinite de ocasião: se for favorável a ele, ele não faz caso. Se não for.... já viu.

Manifesta-se muito ao limpar o quarto, etc....hehehehe

Anônimo disse...

Eu, quando criança, tinha alergia a tudo. Minha pele era horrível!!! Pois bem, aos sete anos meu pai resolveu me dar um animalzinho de estimação de presente. Por causa do barulho minha mãe não autorizou que fosse um cachorro. Assim decidiu-se por um gato. Ela consultou o médico e ele disse que seria até bom, pq poderia aumentar meus anticorpos. Sei lá no que ele se baseou, mas deu certo. Minha alergia? Sumiu, desapareceu!!!! . E eu passei os treze anos seguintes agarrada com meu gatinho!!!

Anônimo disse...

A minha filha mais nova tem rinite. Quando ela estava com uns 2 anos, depois de várias crises tratadas com medicamentos alopáticos sem resultados duradouros decidimos consultar um Homeopata. Perguntei durante a consulta de deveríamos afastar os cachorros pra diminuir as crises. Ele me disse para deixar os cachorros e arranjar um gato. Ela hoje é bastante saudável, com algumas fracas crises alérgicas bastante esporádicas e muito feliz com os gatos da casa.